[ editar artigo]

Símbolo das florestas cariocas

Símbolo das florestas cariocas

Os esforços para salvar o mico-leão-dourado: Uma história de mais de 50 Anos.

VOCÊ SABIA QUE O MICO-LEÃO-DOURADO SÓ EXISTE NO ESTADO DO RIO DE JANEIRO?

Ele é um símbolo da conservação da Mata Atlântica, um dos ecossistemas mais ameaçados do planeta. Além disso, também é considerada uma espécie bandeira, ou seja, por ser carismática e atraente consegue mobilizar esforços para a proteção de outras plantas e animais que se beneficiam da proteção das florestas.

Foto: Mico-leão-dourado - AMLD.

Nos anos 1960, ao constatar o risco iminente de extinção dos micos, o primatólogo Adelmar F. Coimbra Filho iniciou estudos que definiram as bases para um programa de salvamento do mico-leão-dourado. As primeiras estimativas indicavam uma população com apenas cerca de 200 animais na natureza apenas.

Em 1974 foi criada primeira reserva biológica no Brasil (REBIO de Poço das Antas) em Silva Jardim-RJ, com o objetivo de proteger importantes fragmentos de florestas onde ainda vivia o mico-leão-dourado.

E assim surgiu um projeto pioneiro para reverter esta situação com ajuda de diversas instituições de pesquisas e zoológicos do mundo inteiro. A articulação contou com a importante participação do Zoológico Nacional de Washington, dos Estados Unidos.

Foto: Micos-leões-dourados chegando de todo o mundo para serem reintroduzidos nas florestas brasileiras - ALMD.

As pesquisas avançaram e um programa inovador de reintrodução do Mico-Leão-Dourado foi criado em 1983. Até o ano 2000, foram reintroduzidos na natureza 153 animais vindos de zoológicos do mundo inteiro.

Foto: Construção do recinto de aclimatação para a reintrodução dos micos - AMLD.

Mas o trabalho não era simples, os primeiros micos vindos de cativeiro não conseguiram sobreviver por muito tempo. Foi necessário treinar os animais nos zoos para que se acostumassem a viver na natureza, procurando comida e defendendo-se de predadores. Depois de treinados, os micos foram transportados em grupos, sempre da mesma família, cada uma necessita de cerca de 50 hectares de floresta para viver.

PROTEGER A NATUREZA É UM TRABALHO DE LONGO PRAZO QUE NÃO PODE PARAR!

Para coordenar estes esforços, que envolvem governos, universidades, organizações internacionais e comunidade, foi criada em 1992 a Associação Mico-leão-Dourado (AMLD), uma ONG brasileira.

A AMLD ajudou a habituar os animais na natureza e a fazer com que a reintrodução fosse um sucesso! Além disso, promove educação ambiental, pesquisa científica, restauração florestal e ecoturismo!

Foto: Monitoramento de mico-leão-dourado na natureza - AMLD.

Em 2014, um recenseamento da AMLD estimou a população em 3.700 Micos-Leões-Dourados na natureza. Muitos deles são netos e bisnetos dos animais reintroduzidos. Mas desde 2017 um surto de febre amarela reduziu este número para 2.500 animais em vida livre!  

Hoje existem cerca de 550 micos em mais de 150 zoológicos pelo mundo afora. Eles fazem parte do programa internacional de conservação integrada, que inclui animais na natureza e em zoos. Tem até controle genético, trocando animais entre zoos para que a reprodução ocorra entre linhagens genéticas diferentes. Assim, caso outra nova crise ambiental ou de saúde ocorra, sabemos que uma reintrodução é possível. Mas esperamos que não seja mais necessário!

PARCEIROS NA CAUSA

Os zoológicos são grandes parceiros do programa de conservação do Mico-Leão-Dourado, ajudando a sensibilizar os seus visitantes, a realizar pesquisas e ações de conservação, a manter populações backup e a captar recursos para o trabalho de campo.

Hoje, no Dia do Mico-LeãoDourado (02 de agosto), a AMLD, o BioParque do Rio e o Instituto Conhecer para Conservar, anunciaram a parceria para a conservação do mico.

O BioParque do Rio e o Instituto Conhecer para Conservar trabalham para impulsionar as atividades de conservação realizadas pela Associação Mico-Leão-Dourado, através de ações de comunicação, educação e engajamento da população carioca e brasileira.

O BioParque conta com a presença de dois micos que vivem no zoo, eles ajudam muito como comunicadores da importância da espécie!

VOCÊ TAMBÉM PODE FAZER PARTE DESTA HISTÓRIA!

Sabia que é possível visitar os micos na natureza e conhecer todo este trabalho de perto? Dê o Play e saiba mais sobre a atuação da Associação Mico-Leão-Dourado, da importância da restauração de ecossistemas para os Micos-leões-dourados e para todas as espécies,  incluindo a nossa:


Participe com suas próprias publicações na Academia da Conservação. Veja aqui algumas dicas que separamos pra você!

Este é um espaço colaborativo e democrático, focado em conectar, comunicar e engajar pessoas em prol da conservação da biodiversidade. Conheça nosso time de embaixadores e curadores.

Academia da Conservação
Ler conteúdo completo
Indicados para você