[ editar artigo]

Encantador de Tubarões

Encantador de Tubarões

A imobilidade tônica é uma técnica de "hipnose animal" que consiste em deixar o animal em estado de transe quando tocado em um determinado ponto do corpo.

A imobilidade tônica é uma característica inata e reversível, semelhante ao estado de coma, presente em um grande número de animais (Gallup 1974; Hennig et al. 1979; Thompson et al. 1981; Wells et al. 2005).

A técnica é utilizada pelos mergulhadores do AquaRio em tubarões e raias, para facilitar o manejo e procedimentos de avaliação do dia a dia, conseguindo realizar exames preventivos, análises, extração de sangue, sem causar estresse ao animal. Esse processo também é importante no trabalho de conservação dos elasmobrânquios visto que é capaz de realizar inseminação artificial e até auxiliar no parto de algumas raias. 

Dê o play e assista os mergulhadores realizando a imobilidade tônica na tubarão Sharon: 

No caso dos tubarões, eles possuem diversas células receptoras, principalmente no focinho onde apresentam poros chamados ampolas de lorenzini, o mergulhador ao tocar em três pontos específicos: focinho, nadadeira dorsal e nadadeira caudal conseguem virar o animal de barriga para cima realizando o método de tombamento e assim, a técnica de imobilidade tônica. 

Foto: Tubarão Mangona - AquaRio

De acordo com Henningsen a imobilidade tônica foi encontrada em várias espécies de tubarões mas o início e a duração da indução podem ser variáveis de espécie para espécie, e nem todas as espécies de tubarão podem ser induzido à imobilidade tônica.

Cientistas afirmam que esse é um resquício evolutivo comportamental dos tubarões, uma estratégia para ajudar no momento da cópula, o macho induz a imobilidade tônica nas fêmeas ao morder a nadadeira dela para virá-la de barriga para cima, facilitando o acasalamento

 

Referências

Blog do AquaRio: Importância científica dos tubarões no AquaRio

GLOBO. VÍDEO: conheça a técnica natural usada por biólogos para 'hipnotizar' tubarões. 

Williamson, M.J., Dudgeon, C. & Slade, R. Tonic immobility in the zebra shark, Stegostoma fasciatum, and its use for capture methodology. 

CORREIA, J. P. S. Padrões de movimentos de tubarões limão subadultos (Negaprion brevirostris) na Lagoa Bimini, Bahamas. 

 


Participe com suas próprias publicações na Academia da Conservação. Veja aqui algumas dicas que separamos pra você!

Este é um espaço colaborativo e democrático, focado em conectar, comunicar e engajar pessoas em prol da conservação da biodiversidade. Conheça nosso time de embaixadores e curadores.

Academia da Conservação
Ler conteúdo completo
Indicados para você