[ editar artigo]

Dia Mundial de Proteção aos Manguezais

Dia Mundial de Proteção aos Manguezais

Declarado pela UNESCO em 2015, 26 de julho é o Dia Internacional para a Conservação do Ecossistema Manguezal, também conhecido como Dia Mundial de Proteção aos Manguezais, a data marca a importância deste que é um dos ecossistemas mais produtivos que existem no mundo, o momento é também uma oportunidade para refletirmos sobre o nosso compromisso pessoal quanto à conservação do clima e da biodiversidade

Foto: Manguezal - Adobe Stock.

ONDE FICAM OS MANGUEZAIS BRASILEIROS?

O manguezal é considerado um ecossistema costeiro de transição entre os ambientes terrestre e marinho e está associado às margens de baías, rios, onde há encontro de água doce/salobra e o mar, ou diretamente em contato com o mar. No Brasil, existem cerca de 25.000 km² de florestas de mangue, que representam mais de 12% dos manguezais do mundo inteiro. Eles estão localizados desde o Amapá até Santa Catarina.

Ligado a lua: característico de regiões tropicais e subtropicais, é diretamente influenciado pelas marés.

FAUNA E FLORA

A fauna dos manguezais representa significativa fonte de alimentos para as populações humanas. Os estoques de peixes, moluscos e crustáceos são ricos em proteína animal de alto valor nutricional. Os recursos pesqueiros são considerados como indispensáveis à subsistência das populações tradicionais da zona costeira.

Foto: Caranguejo - Adobe Stock.

A riqueza de espécies dos manguezais faz com que essas áreas sejam consideradas grandes berçários, especialmente marinhos, sendo um ambiente utilizado por diversos animais para reprodução e desenvolvimento.

As principais espécies de mangue são o mangue-vermelho (Rhizophora mangle), mangue-preto (Avicennia sp), mangue-de-botão (Conocarpus erectus) e o mangue-branco (Laguncularia racemosa).

Foto: Manguezal - Adobe Stock.

Seus complexos sistemas de raízes aprisionam sedimentos, reduzem o fluxo da água e armazenam o carbono azul costeiro proveniente da atmosfera e do oceano e, assim, mitigam os efeitos da mudança climática e dos eventos climáticos extremos. Esses sítios ecológicos intricados e vitais apresentam as condições apropriadas para promover e buscar a educação visando ao clima e à biodiversidade.

CONSERVAÇÃO DOS MANGUEZAIS

A proteção dos manguezais exige soluções científicas inovadoras e uma abordagem multidisciplinar, que abranja as ciências hídricas e ambientais, as geociências, a oceanografia e os sistemas de conhecimento locais e indígenas.

Foto: Plantio de muda de manque - Adobe Stock.

A equidade de gênero também é essencial para a sustentabilidade dos ecossistemas de mangue. As mulheres desempenham um papel fundamental ao contribuir para o desenvolvimento local e comunitário na construção e na defesa de territórios, assim como na proteção e na transmissão de conhecimentos essenciais para reduzir a perda dos mangues. Integrar uma abordagem sensível ao gênero aos nossos esforços coletivos de conservação é a chave para a recuperação dos mangues.

IMPACTOS AMBIENTAIS

Os principais impactos ambientais em áreas de manguezais são aterro, desmatamento,  queimadas, deposição de lixo, lançamento de esgoto, lançamentos de efluentes industriais, dragagens, construções de marinas e pesca predatória.

CONTATO VIRTUAL COM OS MANGUEZAIS

ESTRÉIA SÉRIE DOCUMENTAL "MÃES DO MANGUE"

O Pará possui a maior extensão de manguezais do mundo. E nesse terreno fértil, mulheres da Amazônia extraem da natureza o sustento de suas famílias e criam seus filhos. Partindo deste olhar, surgiu a campanha Mães do Mangue, para difundir o protagonismo das mulheres que vivem e trabalham nos manguezais da Amazônia paraense.

Por meio de histórias de vida, queremos inspirar atitudes de engajamento na preservação desse ecossistema, gerando uma percepção positiva desses territórios como lugar de orgulho e pertencimento. Em mini documentários, peças informativas e na publicação do livro Cozinha da Maré, a campanha reúne as vivências das guardiãs do mangue, propondo soluções sustentáveis e ações de cuidado para os nossos manguezais.

A campanha é promovida pelas organizações Rare, Purpose e Associações dos Usuários das Reservas Extrativistas Marinhas e Costeiras (AUREMs) e Comissão Nacional de Fortalecimento das Reservas Extrativistas Costeiras e Marinhas (Confrem).

Assista aqui o teaser do documentário "Mães do Mangue" que estreia hoje:


EXPOSIÇÃO "DO MANGUE AO MAR"

O Projeto Uçá — iniciativa da ONG Guardiões do Mar, com o patrocínio da Petrobras, por meio do Programa Petrobras Socioambiental — apresenta a mostra imersiva virtual ‘Do Mangue ao Mar’, direto da Casa de Cultura de Itaboraí, como parte das ações em comemoração pelos 9 anos do projeto no mês dedicado aos manguezais.

 

REFERÊNCIAS

UNESCO

ECOLOGIA IB USP

MÃES DO MANGUE

PROJETO UÇÁ


Participe com suas próprias publicações na Academia da Conservação. Veja aqui algumas dicas que separamos pra você!

Este é um espaço colaborativo e democrático, focado em conectar, comunicar e engajar pessoas em prol da conservação da biodiversidade. Conheça nosso time de embaixadores e curadores.

Academia da Conservação
Ler conteúdo completo
Indicados para você