[ editar artigo]

Dia da Amazônia

Dia da Amazônia

O Dia da Amazônia é comemorado hoje, 5 de setembro, a data tem como objetivo sensibilizar a população sobre a importância desse bioma e a necessidade de sua conservação. 

A Amazônia é a maior floresta tropical do mundo, ocupando uma área de aproximadamente 4 mil km², o que corresponde a mais de 49% do território brasileiro, além disso ela abriga uma rica diversidade de espécies de plantas, animais e microrganismos, formando a maior reserva natural do planeta.

Floresta Amazônica. Adobe Stock.

RIOS VOADORES

Esse bioma possui um papel fundamental para a regulação climática, devido a evapotranspiração influenciando diretamente nos regimes de chuvas, formando o que muita gente chama de rios voadores, que se transformam em chuvas nas regiões Centro-Oeste, Sul e Sudeste do Brasil. Além disso, a floresta ainda contribui para a absorção de carbono atmosférico pelas plantas, promove o sustento para os povos indígenas e populações ribeirinhas, e serve de habitat para inúmeras espécies.

Infelizmente a Amazônia sofre diversas ameaças em razão das atividades antrópicas, como queimadas, desmatamento, mineração, caça e pesca indiscriminada, isso causa um desequilíbrio na biodiversidade desse bioma e consequentemente no planeta inteiro. 

Você pode morar longe da Amazônia, mas ela está presente na vida de todo mundo!

MAIOR DIVERSIDADE DE PRIMATAS DO MUNDO

O desmatamento é considerado a principal ameaça para as espécies de primatas neotropicais (ESTRADA et al., 2017). Cerca de 60% das espécies de primatas da América do Sul, são encontradas na Amazônia brasileira, de acordo com o biólogo Leandro Jerusalinsky, coordenador do Centro Nacional de Pesquisa e Conservação de Primatas Brasileiros (CPB-ICMBio), esses animais são os mamíferos mais ameaçados desse bioma, sendo dependentes das árvores para viver e se alimentar. 

Cebuella pygmaea. Adobe Stock.

PAN PRIMATAS AMAZÔNICOS

O Ministério do Meio Ambiente aprovou o Plano de Ação Nacional Primatas Amazônicos, que tem como objetivo a conservação dos primatas amazônicos ameaçados, num prazo de cinco anos. O Plano tem cinco objetivos específicos: 1. planejamento territorial; 2. orientação, mitigação e compensação dos efeitos de empreendimentos sobre as espécies alvo, isso num prazo de cinco anos; 3. reduzir a pressão de caça sobre os primatas amazônicos; 4. gerar conhecimentos a respeito dos impactos e 5. formas de minimizar os efeitos das mudanças climáticas sobre as espécies alvo.

Sendo assim, é importante a criação de estratégias para a conservação e proteção desse bioma, como aumentar a eficiência da fiscalização, ampliar ações de pesquisas, monitoramento das áreas de floresta, recuperação de terras desmatadas, apoiar organizações não-governamentais e trabalhar em colaboração com os povos moradores praticando atitudes sustentáveis para conseguir restabelecer o equilíbrio desse patrimônio de imenso valor para toda a humanidade.

Lagothrix lagothricha. Adobe Stock.

 

REFERÊNCIAS

AMAZONIAREAL. Primatas são os mamíferos mais ameaçados da Amazônia. 

FEARNSIDE, Philip M.. BIODIVERSIDADE NAS FLORESTAS AMAZONICAS BRASILEIRAS: RISCOS, VALORES E CONSERVAÇÃO. REVISTA HOLOS, Manaus, v. 1, n. 1, p. 33-59, set./1999. 

ISPN.ORG.B. Estratégias para conservação.

SILVA, T. J. E. Delimitando áreas de ignorância: bases eletrônicas de dados e conservação de primatas na Bacia Amazônica. INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS DA AMAZÔNIA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ECOLOGIA, Manaus, Amazonas, fev./2019. 


Clique aqui e saiba mais sobre o assunto acessando o Relatório de Sustentabilidade de Grupo Cataratas.


Participe com suas próprias publicações na Academia da Conservação. Veja aqui algumas dicas que separamos pra você!

Este é um espaço colaborativo e democrático, focado em conectar, comunicar e engajar pessoas em prol da conservação da biodiversidade. Conheça nosso time de embaixadores e curadores.

Academia da Conservação
Ler conteúdo completo
Indicados para você